Meu curso está na promoção por 20 Reais, e agora?

Olá! Tudo bem com você? Já é terça-feira novamente e nossa vida de instrutores Udemy está sendo “chacoalhada” com mais uma super promoção! Alegria para uns, tristeza para outros… de que lado você está?

Se você tem seus cursos publicados na Udemy, você já deve conhecer a nova matrix de preços, não é mesmo? Ela tem causado arrepios em muitos intrutores e a pergunta, na cabeça de muitos colegas é:

Meu curso está na promoção por 20 Reais, e agora?

A conta é simples e você não precisa ser um expert em finanças para saber que com preços mais baixos, você precisará de um volume de vendas maior para conseguir manter seus rendimentos. (Informação óbvia, eu sei!).

Mas, é possível vender mais com um preço menor?

Ou essa nova matrix de preços vai simplesmente desvalorizar seu trabalho?

A “desvalorização” do trabalho e principalmente da capacidade profissional de cada um é, pelo que eu tenho percebido nos comentários e reflexões dos meus colegas,  o principal medo dos instrutores que deixam de participar das promoções da Udemy.

É verdade que elas são muitas e variadas e é quase impossível vender seus cursos pelo preço cheio, ou seja, o preço que você estipulou para seu curso.

Daí aparece este dilema na cabeça de quem tem uma formação, experiência no mercado em que atua, que investiu em cursos, investiu seu tempo na criação do seu curso, pretende vendê-lo a 500 Reais pois este seria o valor de mercado e agora ele entrou em uma promoção por 20.

Bom, eu entendo bem essas preocupações, principalmente porque o “mercado” do EaD e da formação profissional pratica preços impraticáveis com matrículas passando facilmente de 1000 Reais. Com isso, um curso sendo oferecido a 20, fica parecendo um lixo, não é mesmo?

Não! Definitivamente isso não se aplica para quem sabe diferenciar VALOR de preço.

Qual é valor de poder aprender técnicas de jogo com o André Agassi para quem gosta de jogar tênis? Inestimável, não é mesmo?

Pois saiba que o Agassi tem um curso publicado na Udemy e ele participa de todas as promoções, oferecendo assim, ele também, seu conhecimento de campeão por 20 Reais para quem quiser aprender com ele:

tênis com André Agassi

 

Ahh mas ele não faz somente isso, você deve estar pensando!

E nem você deveria fazer!

É claro que você pode alcançar uma renda satisfatória (mais do que satisfatória até) com seus cursos online, mas, se o seu tema não é a criação e vendas de cursos online, então, você precisa estar no mercado de trabalho!

Você se inscreveria em um curso de negócios, criação de empresa, marketing, vendas ou seja lá o que for de um instrutor que não tem experiência naquilo que pretende ensinar? Eu, francamente, não!

E, tendo uma outra atividade, sua própria empresa, você pode, através dos seus cursos, conquistar outros clientes.

É o caso do Gustavo Farias, por exemplo que é especilialista na gestão de projetos. Ele realiza consultorias nessa área, ministra treinamentos em empresas, aulas em pós-graduações (MBAs) de grandes faculdades como o IPOG, palestras em eventos, empresas, faculdades e escolas, realiza trabalhos voluntários na área, além de ter escrito 4 eBooks. Gustavo tem uma formação sólida na sua área de atuação, continua no mercado de trabalho e tem seus cursos publicados na Udemy.

 

 

Seus cursos publicados na Udemy, assim como os de muitos outros instrutores, são uma forma de aumentar o alcance do seu trabalho e sim de conquistar outros clientes.

Pense bem: se você já conhece um profissional especializado, se já confia no trabalho dele (pois participou de um curso online baratíssimo e já era de alta qualidade) você, precisando deste mesmo serviço, vai perguntar a quem primeiro?

A mesma coisa acontece qunado um instrutor lança um novo curso: os alunos que já estão matriculados, já conhecem o trabalho do instrutor e sabem que podem confiar nele, vão sim aceitar o convite para participar do próximo curso.

Bom, se você já me conhece, você sabe bem que eu não sou adepta de preços altos quando o assunto é educação e eu não tenho problema nenhum em ver meus cursos sendo vendidos “a preço de banana” como alguns colegas pensam.

A grande vantagem da Udemy para mim é justamente poder alcançar um grande número de pessoas sem precisar investir em marketing. Para mim, a conta é simples:

  • Matrícula: 20 Reais
  • Porcentagem Udemy: 10 Reais (quando ela faz a venda para mim)
  • Investimento em Marketing: 0
  • Lucro: 10 Reais

Ahh mas você não faz só isso….

É, realmente não faço! E, como meu colega Gustavo Farias, conquisto sim outros clientes e mais visibilidade para meu negócio através da Udemy.

Ahhh, mas eu quero viver exclusivamente dos meus cursos online e quero oferecer meus cursos a um preço justo para mim.

É fácil:

  • Você pode optar por não participar das promoções da Udemy, como faz a Resultados Digitais (Empresa lider em Marketing Digital no Brasil).
  • Ou, você também pode simplesmente criar sua própria plataforma EaD (o que nem é difícil, veja!)

Mas, prepare-se para investir um pouco mais em marketing! O que também não é necessariamente difícil se você gosta e se interessa pelo assunto…

É tudo uma questão de habilidade, de interesse e de disponibilidade!

Veja AQUI uma lista de cursos que podem ajudar você nesta tarefa.

Mas, de uma vez por todas, esqueça essa de desvalorização, ok?

Mesmo as grandes marcas fazem super promoções e enviam suas peças para serem vendidas em outlets pelo mundo inteiro… mas, uma bolsa Prada será sempre uma Prada! 😉

Ahhh, se você ainda não é um instrutor Udemy, mas gostaria se entrar para este time, veja também esta lista de cursos que podem ajudar você (alguns deles são gratuitos e todos os cursos pagos estão participando da promoção)

About the Author

Leila Adriano Ostoyke é Professora, Empreendedora Digital e Instrutora Udemy.

Leave a Reply 2 comments

Leandro - August 31, 2017 Reply

Tenho vontade de gravar cursos para a Udemy, só que eu penso muito nessa questão.
Praticamente todo mundo sabe que o curso ficará por 20 ou 25 e irá aguardar.
Eu não acho que vender por 20 seja o principal problema, mas isso já deixou de ser uma promoção e passou a ser preço fixo.
Acho que tudo é relativo, não sei se as pessoas fazem isso justamente pelo preço praticado, mas a qualidade de produção dos cursos são bem menores que de outros sites especializados e valores mais salgados.
Eu pretendo gravar cursos de boa qualidade em termos de produção, edição etc, para tentar tornar mais agradável, sem enrolação.
Dessa forma eu me vejo praticamente obrigado a lançar cursos menores, com duração máxima de 1 ou 2h para compensar, já que não valeria a pena tanto esforço e no final não compensar muito.
Por outro lado, vejo que os cursos mais vendidos possuem de 10 a 40h e também são vendidos a 20,porém não investiram melhores edições etc, oq talvez justifique tanto tempo de curso, já que gastam muito tempo pensando durante o vídeo, comentários desnecessários etc.
Gostaria que desse sua opinião quanto a isso, se acha interessante essa questão de produzir cursos menores para compensar, ainda mais quando se tem uma produção melhorada, oq custa cerca de 1 mês por no maximo 3h de produção.

Leila Adriano Ostoyke - September 5, 2017 Reply

Oi Leandro! Acho que meu post de hoje pode te ajudar um pouco neste dilema:
http://viverdeudemy.com.br/2017/09/05/gratidao-udemy/
E, quanto à qualidade dos cursos: já participaste de algum curso da Udemy? Quanto falas “a qualidade de produção dos cursos são bem menores que de outros sites especializados e valores mais salgados” podes me dar um exemplo? Tipo uma comparação entre um curso sobre o mesmo tema na Udemy e em outra plataforma?
É claro que nem todos os cursos são perfeitos, mas realmente nunca vi uma diferença assim marcante na qualidade dos cursos… vejo cursos de profissionais renomados e de altíssima qualidade (tanto da produção quanto do conteúdo ensinado) aqui na Udemy.
Quanto à duração do teu curso, tudo isso vai depender muito do conteúdo abordado: de quanto tempo precisas realmente para ensinar este ou aquele conteúdo? Essa é a questão…
Mas como já falei acima, participar das promoções é opcional, sabe? Muitos instrutores e empresas famosas não participam pois elas investem alto em marketing e usam a Udemy quase que somente para hospedagem dos cursos.
O melhor é fazeres teus testes, avaliar o alcance do teu conteúdo e a aceitação do teu público.

Leave a Reply: